Buscar
  • Filipe Lúcio

7 PASSOS PARA SE TORNAR UM PROGRAMADOR MELHOR TODOS OS DIAS

Atualizado: Set 20

Esse é um objetivo fácil de melhorar sua carreira, mas tornar-se um programador de ponta não é um objetivo simples. Por um lado, dizer: "Quero melhorar" pressupõe que você reconheça como "melhor" se parece. Além disso, muitas pessoas buscam melhorias sem ter noção de como chegar lá.


Então, deixe-me compartilhar oito diretrizes acionáveis que podem funcionar como um fluxograma para melhorar suas habilidades de programação. 

Esses boatos de sabedoria são obtidos a partir de 35 anos na indústria de computadores, muitos dos quais foram gastos como um gafanhoto humilde aos pés de algumas das pessoas que o definiram e documentaram.


Lembre-se do quanto você precisa aprender

O primeiro passo para aprender algo é reconhecer que você não o conhece. Parece óbvio, mas programadores experientes lembram quanto tempo levou para superar essa suposição pessoal. 

Muitos estudantes de ciência da computação se formam com uma arrogante "eu sei o melhor”, uma certeza robusta de que eles sabem tudo e a intensa necessidade de provar isso a todos os novos colegas de trabalho. Em outras palavras: Seu "Eu sei o que estou fazendo!" atitude pode atrapalhar a aprendizagem de algo novo.


Pare de tentar provar que está certo

Para se tornar ótimo - não apenas bom - você precisa aprender com a experiência. Mas tenha cuidado: a experiência pode nos ensinar a repetir o mau comportamento e a criar maus hábitos. 

Todos nós encontramos programadores com oito anos de experiência. O mesmo ano de experiência, repetido oito vezes. Para evitar essa síndrome, observe tudo o que você faz e se pergunte: "Como posso melhorar isso?"

Os desenvolvedores de software iniciantes (e muitos experientes) analisam seu código para admirar sua maravilha. Eles escrevem testes para provar que seu código funciona em vez de tentar fazê-lo falhar. 

Verdadeiramente grandes programadores procuram ativamente onde estão errados - porque sabem que, eventualmente, os usuários encontrarão os defeitos que perderam.


"O código funciona" não é onde você para; é onde você começa

Sim, seu primeiro passo é sempre escrever um software de qualidade que atenda às especificações. Os programadores médios param nesse ponto e passam para a próxima coisa.

Mas parar quando estiver "pronto" é como tirar uma foto e esperar que seja uma obra de arte. Os grandes programadores sabem que a primeira iteração é apenas a primeira. Funciona - parabéns! - mas você não terminou. Agora, melhore. Parte desse processo é definir o que "melhor" significa. É valioso torná-lo mais rápido? Mais fácil de documentar? Mais reutilizável? Mais confiável? A resposta varia de acordo com cada aplicativo, mas o processo não.


Escreva três vezes

Bons programadores escrevem software que funciona. Os grandes escrevem software que funciona extremamente bem. Isso raramente acontece na primeira tentativa. O melhor software geralmente é escrito três vezes:

⦁ Primeiro você escreve o software para provar a si mesmo (ou a um cliente) que a solução é possível. Outros podem não reconhecer que isso é apenas uma prova de conceito, mas você reconhece.

⦁ Na segunda vez, você faz funcionar.

⦁ Na terceira vez, você faz o trabalho direito.


Leia o código. Leia muito código

Você provavelmente esperava que eu liderasse com esse conselho e, de fato, é a sugestão mais comum e mais valiosa para melhorar as habilidades de programação. O que é menos evidente são as razões pelas quais a leitura do código de outras pessoas é tão importante. Quando você lê o código de outras pessoas, vê como alguém resolveu um problema de programação. Mas não trate isso como literatura; pense nisso como uma lição e um desafio. Para melhorar, pergunte-se:


Escreva código, e não apenas como atribuições

Trabalhar em projetos de programação pessoal tem muitas vantagens. Por um lado, fornece uma maneira de aprender ferramentas e tecnologias que não estão disponíveis no seu trabalho atual, mas que o torna mais comercializável para o próximo. 

Quer você contribua com um projeto de código aberto ou faça um trabalho gratuito para uma organização comunitária local, você ganhará habilidades técnicas e autoconfiança. (Além disso, seus projetos pessoais demonstram aos possíveis empregadores que você é iniciante e nunca para de aprender.)

Outra vantagem de escrever código por diversão é que ele o força a descobrir as coisas por conta própria. Você não pode deixar as coisas difíceis para outra pessoa, por isso impede que você peça ajuda muito cedo. Dica profissional: não escolha apenas projetos pessoais onde você nunca falha. Você precisa falhar! Mas você provavelmente não quer falhar no trabalho ou quando tem um prazo.


Trabalhe com outros desenvolvedores

Ajuda a ouvir outras pessoas. Isso pode significar programação em pares, ou ir a um hackathon ou entrar em um grupo programadores.

Ao contribuir para um projeto de código aberto, preste atenção aos comentários que você recebe dos usuários e de outros desenvolvedores. Que pontos em comum você vê nas críticas deles?




92 visualizações

© 2018-2020 por Filipe Lúcio de Andrade