Buscar
  • Filipe Lúcio

A GUERRA: IOS VS ANDROID

A invasão de dispositivos móveis a que estamos habituados hoje não teria sido possível sem o desenvolvimento dos sistemas operativos, necessários ao funcionamento destes computadores. E é neste campo que, constantemente, nos encontramos com um eterno confronto entre dois grandes, Google e Apple, e seus dois sistemas, Android e iOS respectivamente. Qual é o melhor? Muitos perguntam, mas a resposta depende de múltiplos fatores e, principalmente, das preferências de cada usuário. Quem vai ganhar a guerra?



O que é ANDROID?

O sistema operacional Android é composto de diferentes elementos que moldam sua arquitetura interna.

O Android é um sistema operacional para dispositivos móveis, caracterizado por seu código aberto baseado em Linux e, além disso, desenvolvido pelo Google. Não são poucas as pessoas que associam o Android apenas aos telefones celulares, mas essa é uma tendência errada, já que estamos falando do software essencial que faz muitos smartphones funcionarem, mas também de um grande número de tablets de última geração presentes no mercado.


Sua história é curta, mas intensa. Em 2003, um grupo de cinco caras fundou a Android Inc. para desenvolver um sistema operacional móvel e, dois anos depois, em 2005, o gigante Google comprou essa empresa. Mais tarde, em 2007, nasceu a Open Handset Alliance, entidade encarregada de criar padrões abertos para dispositivos móveis e responsável pelo lançamento do Android como plataforma de software baseada em Linux. Em 2008, finalmente, os primeiros dispositivos Android foram disponibilizados.


O sistema operacional Android é composto de diferentes elementos que moldam sua arquitetura interna. São os seguintes:


Formulários. Escrito em linguagem Java, o e-mail, o calendário, o programa SMS, os mapas, o navegador, os contatos e outros serviços destacam-se como básicos. O resto deve ser instalado a partir da Play Store.

Estrutura do aplicativo. Eles são caracterizados por terem acesso ao código dos aplicativos base discutidos acima para simplificar a reutilização de componentes e permitir ao usuário substituir os referidos aplicativos.

Bibliotecas. Este sistema operacional integra um conjunto de bibliotecas, que são utilizadas por vários componentes, como a biblioteca de mídia ou gráfica.

Android runtime. É um conjunto de bibliotecas que oferecem as funções disponíveis nas bibliotecas base da linguagem Java.

Kernel do Linux. O Android depende do Linux para segurança, gerenciamento de memória e processo, pilha de rede e modelo de driver.

Por outro lado, a principal vantagem do Android é que pode ser instalado em qualquer tipo de dispositivo móvel, independentemente da marca, potencial e gama do equipamento, graças ao seu software open source. Portanto, o encontramos presente na Samsung, LG, HTC e assim por diante. Da mesma forma, o referido código aberto também permite a modificação ou solução rápida de erros por desenvolvedores experientes, a fim de obter melhorias em seu funcionamento.


Continuando na mesma linha, outro dos pontos fortes do Android é a sua multitarefa, de acordo com a qual o usuário pode gerenciar diferentes aplicativos ao mesmo tempo e fechá-los quando terminar de trabalhar com eles. Em alguns dispositivos, de fato, você pode trabalhar com dois aplicativos ao mesmo tempo no modo "tela dividida" (o Samsung Galaxy Tab S ou o Google Nexus 9 são dois bons exemplos).


Do outro lado da escala, como grande desvantagem, temos a fragmentação das atualizações. Como se sabe, o Android já possui um grande número de versões, e o problema é que suas atualizações não são automáticas, mas dependem dos fabricantes de dispositivos móveis. Como resultado, novas versões costumam ser incompatíveis com dispositivos mais antigos, exatamente para que os usuários adquiram os mais novos. Esse é um fator que desempenha um papel importante no que é chamado de obsolescência planejada.


O que é IOS?

Este sistema operativo está desenhado para computadores tácteis e caracteriza-se por uma interface dinâmica, muito simples e intuitiva

iOS é o sistema operacional para dispositivos móveis da Apple, por isso está presente no iPhone, iPod Touch e iPad. A sua principal característica, ao contrário do que acontece com o Android, é o seu código fechado e apenas disponível para as equipas da famosa empresa apple. Desde o seu nascimento, também passou por várias atualizações, que podem ser feitas automaticamente nos aparelhos.


O surgimento desse sistema operacional remonta a 2007, embora sua primeira versão oficial não tenha sido lançada até março de 2008, uma versão que se destinava apenas ao iPhone. Posteriormente, foi implementado no restante dos dispositivos. Além disso, a Apple, a cada ano, geralmente apresenta uma grande atualização para iOS, que geralmente coincide com o lançamento de um novo dispositivo.


Este sistema operativo está desenhado para computadores tácteis e caracteriza-se por uma interface dinâmica, muito simples e intuitiva: consiste num ecrã principal com as aplicações distribuídas por várias páginas, embora no fundo haja uma barra que se mantém sempre estável. e onde, geralmente, estão os aplicativos mais usados ​​pelo usuário (pode ser configurado a gosto).


Da mesma forma, o iOS é uma variante do Mac OS X (sistema operacional do computador Apple), que, por sua vez, é baseado no Unix, o software usado nas publicações do Linux, embora, ao contrário deste último, o iOS seja baseado em código fechadas. Além disso, até o iOS 8, o sistema operacional móvel da Apple não permitia o uso de Java ou Adobe Flash. Apesar disso, a Apple possui a maior loja de aplicativos (App Store) do mundo.


Multitarefa é outro aspecto presente no iOS, mas é reduzido a sete possibilidades simultâneas: áudio de fundo, voz IP, localização de fundo, notificações push, conclusão de tarefa, notificações locais e troca rápida de aplicativos.


Porém, por se tratar de um sistema fechado, só podemos usufruí-lo em seus aparelhos exclusivos, caracterizados por serem de alto padrão e, geralmente, a um preço que não é acessível a todos os usuários. Além disso, se a Apple não autorizar o uso de aplicativos de terceiros, não será possível apreciá-los em seus produtos.


Finalmente, temos que adicionar outra grande desvantagem do iOS: suas possibilidades limitadas de personalização de acordo com o gosto do usuário. Além de mudanças básicas de cor ou papel de parede, a Apple não permite uma variação nas configurações visuais de seus dispositivos. Isso parece não ser um problema, principalmente para os amantes da filosofia desta empresa, mas pode ser um fator determinante para quem tem dúvidas entre escolher este ou outro sistema operacional.


Quem vence a guerra?

Seus protagonistas, Android e iOS, estão dispostos a dar tudo para conquistar o cinturão da vitória. No entanto, o resultado é difícil, pois a avaliação pessoal e as preferências do usuário desempenham o papel mais importante. Vamos ficar confortáveis, isso já está começando!

A primeira coisa a ter em mente é que o iOS, estando disponível apenas para Apple, está presente apenas em dispositivos premium. O Android, no entanto, sendo um software de código aberto, é pré-instalado em tablets e smartphones de última geração e em dispositivos de baixo custo.


Nesse sentido, o Android também pode ser a sua escolha se você é daqueles que gostam de customizar totalmente a interface do seu aparelho, sendo fiel aos seus gostos, preferências e tarefas mais comuns.

O Android também sofre outro ataque, pois o código fechado com o qual o iOS é configurado dificilmente permite mudanças em sua configuração, portanto, é inevitável respeitar o design visual desenvolvido pela Apple. Além disso, o modo multitarefa do Android é geralmente, na maioria dos casos, mais completo do que o do iOS.


Dito isso, se o que você deseja é um dispositivo móvel que atenda às suas necessidades mais básicas e, além disso, permita que você tenha os melhores aplicativos antes de qualquer outra pessoa, o iOS é a sua solução, já que os novos aplicativos costumam aparecer primeiro na App Store e mais tarde na Google Play Store. Além disso, a interface do iOS é mais simples e intuitiva do que a do Android, por isso é um prazer navegar por ela.


Por fim, se quiser esquecer as atualizações, terá que comprar um dispositivo com sistema iOS, no qual são automáticas.



157 visualizações

© 2018-2020 por Filipe Lúcio de Andrade